RIP VAN WINKLE

Washington lrving (Tradução de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira e Paulo Rónai) Todos aqueles que viajaram pelo Hudson acima devem lembrar-se das montanhas Catskill, que formam um ramo desmembrado da grande família dos Apalaches e se avistam ao longe, a oeste do rio que com sua altiva elevação dominam, como à região adjacente. Cada mudança…

A morte de Ivan Ilitch, de Leon Tolstói

Muitos críticos consideram A morte de Ivan Ilitch como a novela mais perfeita da literatura mundial; a agonia de um burocrata insignificante serve de pretexto ao autor para nos contar uma história que diz respeito ao destino de cada um de nós e que é impossível ler sem um frêmito de angústia e de purificação….

O CARANGUEJO E SUA MÃE

Esopo Um caranguejo corria na praia com sua mãe. A mãe corrigiu o filho: – Não corra de lado! Andar para a frente é muito mais adequado. O jovem caranguejo respondeu: – Claro, mamãe, quero aprender. Mostre como se anda para a frente e eu ando atrás de você. As palavras são importantes, mas o…

VELHO TEMA

I Só a leve esperança, em toda a vida Disfarça a pena de viver, mais nada; Nem é mais a existência, resumida, Que uma grande esperança malograda. O eterno sonho da alma desterrada, Sonho que a traz ansiosa e embevecida, É uma hora feliz, sempre adiada E que não chega nunca em toda a vida….

UMA SORTE [Laura E. Richards]

Laura E. Richards Certo dia um homem vinha andando muito triste pela rua. Os negócios não iam bem. Ele tinha cismado de comprar um cavalo que custava 1.000 dólares e só tinha 800. Claro que podia comprar outras coisas com 800 dólares, mas não queria; queria o cavalo. Tinha o coração pesado e estava de…

O sono de um anjo[Luís Guimarães Jr.]

[O Sono de um Anjo] Quando ela dorme como dorme a estrela Nos vapores da tímida alvorada, E a sua doce fronte extasiada Mais perfeita que um lírio, e tão singela, Tão serena, tão lúcida, tão bela Como dos anjos a cabeça amada, Repousa na cambraia perfumada, Eu velo absorto o casto sono dela. E…

Meu Pai [Luís Guimarães Jr.]

A Minhas Irmãs Cai a floresta, majestosa e triste, Sob as foices do tempo; – os monumentos Ruem do inverno aos pavorosos ventos: Chegou a tua vez, meu Pai! caíste. Mas como o odor que a natureza calma Deixa no largo bosque desfolhado, Dentro em meu peito, nu e amargurado, Deixaste-me, ao partir, toda a tua…